25 anos depois: veludo e liberdade

Se hoje você pode visitar a República Tcheca como qualquer outro lugar da Europa, pode viajar livremente pelo país, fazer compras, ter opções na hora de escolher um restaurante ou teatro, ler os cardápios em inglês, espanhol, alemão, italiano (entre outros), agradeça ao que aconteceu na data de hoje há 25 anos.

Antes daquele dia de novembro, a vida na antiga Tchecoeslováquia era muito diferente do que se pode ver hoje. Entre os anos de 1948 a 1989, o país viveu anos escuros e sofridos, onde um regime totalitário tomou conta da sociedade e de todas as suas decisões; e aqueles que, em algum momento, atreviam-se a interrogar a situação política do seu país, era perseguidos, intimidados e viviam sob controle do governo.

As filas eram enormes mas a quantidade de produtos e alimentos não era suficiente para todos. Quem criticasse ou fizesse alguma reclamação, era preso. Os ricos tornaram-se pobres, todas as propriedades passaram ao Estado e já não importava mais quem era qualificado ao não para exercer o seu trabalho, todos trabalhavam em alguma coisa, sem importar se eram capacitados ou não para tal vaga.

No dia 17 de novembro de 1989,poucos dias depois da queda do Muro de Berlim, um protesto de estudantes começou a mudar o rumo da história. Foi o dia que começou a chamada Revolução de Veludo, que tem esse nome por ter sido uma série de protestos sem violências e que no final, teve seu objetivo alcançado: o de terminar com o regime comunista.

As mudanças que começaram a ter lugar no país (posteriormente separado entre a República Tcheca e Eslováquia) foram de extrema importância para as pessoas. Deixar de ser comunista significava abrir as fronteiras do país e reencontrar com familiares, conhecer o mundo e principalmente voltar a ser livre. Por isso esse dia ficou marcado para sempre e é celebrado a cada ano com grandes manifestações pelas ruas. Não fosse isso o suficiente, eu diria que esse seria só um dia mais simbólico para comemorar a tão esperada liberdade, já que na verdade ela é celebrada todos os dias do ano por aqui.

*Texto por Maria C.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s