As desvantagens de morar em Praga

Há alguns meses eu escrevi aqui sobre as vantagens de morar em Praga. É sempre animador saber sobre lugares que funcionam bem e ficamos com muita vontade e coragem para mudar imediatamente, mas vale a pena lembrar: nem tudo é perfeito quanto parece ou tão bom assim. Há sempre muitas vantagens e desvantagens de se morar em qualquer lugar do mundo, sem dúvidas, o importante mesmo é estar bem informado antes de tomar qualquer decisão e pensar bem antes de mudar de verdade. Por isso, hoje eu venho falar sobre algumas das desvantagens que eu encontrei morando em Praga durante estes anos que vivo na cidade.
 
1. Inverno rigoroso e falta de sol
Pode até ser que as condições de temperatura não definam um lugar, mas é um fato que essas condições definem, sim, o tipo de vida que vamos levar nele. Os invernos na República Tcheca são muito frios, com temperaturas baixíssimas (facilmente abaixo de -10ºC) e o pior de tudo: a falta de sol e de luz durante o dia. Aqui, faz frio por quase seis meses e, nos meses mais frios de todos, praticamente não há sol; os dias são escuros e, mesmo quando há um pouco de luz, escurece muito cedo. É possível adaptar-se, mas não é fácil e há muita gente que vem de fora e não consegue viver assim por muito tempo. É nessa época que aparecem os casos de depressão do inverno (conhecida por SAD), e é preciso muita força de vontade para não passar por isso, e muita coragem para sair na rua apesar do frio intenso.
A paisagem de vários meses do ano. Foto: arquivo pessoal.

2. Custo de vida baixo? Sim, e os salários também!

Há alguns meses, eu escrevi aqui sobre o custo de vida em Praga. Parece bem animador, mas há uma razão pela qual o custo de vida aqui é consideravelmente mais baixo do que na maioria das cidades europeias (capitais ou não) e para que tudo pareça ser mais barato por aqui: os salários são bem baixos, ou seja, equivalem ao que se gasta por aqui. Vive-se bem em Praga, mas custa caro sair daqui e viajar para muitos lugares, até para os lugares que ficam perto e que usam o Euro, já que aqui ainda temos as Coroas Tchecas e não o Euro. Na hora de converter, sai caro e fica até um pouco fora da realidade para quem vive na República Tcheca, pois, infelizmente, ainda temos um dos salários mais baixos da Europa.

3. Aprender tcheco pode ser um desafio… quase sempre necessário para quem mora aqui
Para quem vem passar pouco tempo, o inglês até ajuda na hora de passear pelos lugares turísticos da cidade ou do país, mas não ajuda tanto quando precisamos ir um pouco além disso. No geral, os tchecos não falam inglês e, por isso, falar tcheco é necessário e importante para quem vive aqui, seja para fazer as coisas normais da rotina, como ir ao supermercado, médico, dentista, correio, banco; como para buscar emprego e trabalhar. Há alguns trabalhos que não exigem falar tcheco, mas as oportunidades são bem limitadas e específicas e, neste caso, quase sem chance de receber uma promoção, ou mudar de função dentro da empresa.
 
4. Praga é uma cidade muito turística

 Este é um fato que já era esperado, pois a cidade é realmente linda e cheia de lugares para conhecer. Sem dúvidas, o turismo em Praga ajudou muito e continua ajudando no desenvolvimento econômico da República Tcheca, em geral. Por outro lado, esse turismo massivo dificulta um pouco a vida de quem mora aqui em muitos aspectos, principalmente quando é necessário passar pelos pontos turísticos para ir a algum compromisso com hora marcada ou quando se mora no centro da cidade, e é preciso acostumar-se com tanto barulho, especialmente à noite. Por sorte, algumas medidas já foram tomadas e já é proibido beber em alguns lugares públicos e ruas da cidade, ainda bem. Fora isso, é claro que o turismo ajuda muito, sempre quando feito de maneira responsável por parte de quem administra e de quem vem visitar a cidade.

Inverno ou verão, a cidade está sempre cheia. Foto: arquivo pessoal.
Inverno ou verão, a cidade está sempre cheia. Foto: arquivo pessoal.

5. Burocracia

 Sim, aqui também existe a burocracia, especialmente na vida dos estrangeiros. Lidar, por exemplo, com tudo o que diz respeito a visto é praticamente um teste de paciência e resistência para quem vem morar na República Tcheca. São muitas horas esperando em filas, muitos meses esperando alguma resposta e sempre uma infinidade de documentos e comprovantes a serem entregues com data e hora marcadas. Quem vem morar aqui e precisa de um visto para viver em situação regular, precisa estar preparado para enfrentar essas situações que, apesar de desagradáveis, são necessárias e inevitáveis. A situação é parecida em muitos outros lugares que fazem registros, emitem documentação, realizam matrículas, aluguel e venda de imóveis. Ah, e é claro, tudo em tcheco.
Anúncios

2 comentários sobre “As desvantagens de morar em Praga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s