Os golpes mais comuns da Índia e como evitá-los

Ser um turista desinfomado pode causar muitos prejuízos durante uma viagem e não apenas prejuízos financeiros, mas a falta de informação pode colocar a sua viagem e até a sua vida em risco. Parece exagero, mas infelizmente não é, e por isso que é muito importante procurar saber o máximo possível sobre o destino da sua viagem. A realidade é que em certos casos, é quase inevitável não passar por alguma situação desgradável, mas com um pouco de conhecimento, é possível lidar com a situação e tentar minimizar os riscos – e ficar cada vez mais atento ao decorrer da viagem.

Sofrer algum golpe durante uma viagem é normal e digo por experiência própria que eles acontecem em diversos países, mas foi durante a minha viagem pela Índia que eu pude ver o quanto eles são comuns por lá e o quanto um turista pode ser enganado e até colocado em risco em diversas situações que parecem normais e inofensivas.

india1

No post de hoje eu listei os principais golpes na Índia e como tentar evitar ou contornar alguns deles. A maioria deles aconteceu comigo e tenho certeza que há muitos mais exemplos, por isso é preciso ficar bem atento sempre quando estiver viajando por lá!

O “taxímetro quebrado”
Se ao entrar num táxi o taxista disser que o taxímetro está quebrado, desconfie. É possível que realmente esteja quebrado, mas neste caso o táxi não deveria estar trabalhando. Por isso, o melhor a se fazer é pegar outro táxi, pois caso contrário o preço da corrida pode custar pelo menos cinco vezes mais do que deveria.

O taxímetro desregulado
É muito comum que alguns táxis em áreas mais turísticas tenham o taxímetro desregulado, fazendo com que ele rode na velocidade da luz. Não preciso nem  dizer que a corrida fica com um preço absurdo e é uma prática tão ilegal quanto andar com o taxímetro quebrado, como eu citei acima. Nesses casos, é preciso reclamar com o taxista (que muito provavelmente se fará de desentendido), mas é preciso insistir até ele parar o carro.

O táxi que leva no lugar errado
Esse golpe é válido principalmente para quando você chega no aeroporto e pede para ir ao hotel ou pede para ser levado a uma estação de trens ou rodoviária. Você pode acabar em um lugar completamente diferente, em alguma “agência” ilegal que vende passagens falsas, em alguma loja que praticamente te obriga a comprar coisas… e por aí vai. Isso acontece até com os táxis oficiais do aeroporto e das estações, então fique alerta! Acontece com muita gente (sério, aconteceu comigo e com todas as pessoas que eu encontrei e conversei quando estava por lá).

O que fazer para evitar os golpes com táxis na Índia? Use Uber, Ola (aplicativo similar ao Uber, só que mais barato) e metrô quando há a opção. Foi o que me salvou e aí tudo fica mais fácil e mais controlado, já que caso aconteça alguma coisa, você pelo menos terá alguma chance de pedir ajuda ou de fazer uma ocorrência. Caso não seja possível utilizar nenhum destes serviços, sempre tire uma foto do carro e da placa antes de entrar no veículo e fique atento.

Benção e maldição
Nas cidades sagradas da Índia, há diversas pessoas oferecendo para abençoar a sua família e na hora da oferta, eles oferecem um preço final por  família. Quando eles acabam de fazer a bênção, eles falam que na verdade o preço é por pessoa e que se você não pagar o preço por cada pessoa, eles ameaçam amaldiçoar a sua família.

IMG_2908
Uma oferenda ao rio Ganges

Massagem
Há muitas pessoas que oferecem massagens nas mãos, costas e cabeça na rua. Eles normalmente informam o valor final da massagem antes de começar e quando acabam, mudam o valor e falam que o valor inicialmente falado era na verdade por cada parte do corpo.

O que fazer quando os preços são mudados sem aviso prévio ? Tente chegar a um acordo ou pague o preço inicialmente combinado com a pessoa, que normalmente já é um preço justo.

Pashmina falsa
Nas ruas onde há muitas lojas, há também muitas pessoas que vendem pashmina, tanto dentro das lojas como informalmente. Eles conversam com você, explicam que vieram de algum vilarejo da montanha e que as pashminas são feitas por seus familiares. Infelizmente, há muitas pashminas falsas sendo vendidas na Índia e a menos que você conheça muito bem o produto, fica difícil saber da auteticidade do mesmo. Desconfie quando o preço for muito baixo e se possível, tente buscar recomendações de fontes seguras de lugares onde comprar pashminas originais.

Pessoas que oferecem “ajuda”
Se você estiver andando por algum lugar e for parado por alguém oferecendo ajuda, tome cuidado. Normalmente estas pessoas querem dinheiro ou querem levar você pra dentro de alguma loja (onde muitas pessoas ganham comissão por levar os turistas). Caso você esteja perdido, a melhor opção é perguntar para algum policial ou dentro de algum estabelecimento que não venda produtos turísticos.

Trens cancelados
Caso você viaje de trem pela Índia, ao chegar na estação de trens, poderá encontrar muitas pessoas dizendo que o trem foi cancelado. É um golpe comum e normalmente acontece pois estas pessoas querem oferecer algum serviço de transporte privado. Os trens raramente são cancelados na Índia e ainda mais se você está em uma cidade grande (como Nova Delhi ou Mumbai), já que a maioria dos trens começam o trajeto na própria cidade. O melhor a se fazer nestes casos é ignorar estas pessoas e ir até a plataforma. Em algumas cidades há um balcão de informação para turistas onde você pode tirar dúvidas, mas vale também acompanhar as informações oficiais dos trens nos paineis encontrados nas estações.

india3
Plataforma da estação de trens em Agra

100 ou 1000 rúpias?
Um golpe muito comum é você pagar algo com uma nota de 1000 rúpias e o vendedor falar que você pagou com uma nota de 100. Isso pode causar uma discussão no local, mas infelizmente é algo muito comum e o melhor a se fazer para evitar esta situação é ter sempre o dinheiro trocado em notas de valores menores e tentar pagar sempre o valor exato. Ainda sobre o dinheiro, sempre confira o troco, SEMPRE. É bem normal receber o troco errado, então tenha cuidado

Agências falsas “aprovadas” pelo governo
Há centenas de agências de viagens ou centros de informações “aprovados” pelo governo (segundo o que diz na placa na entrada do local), mas infelizmente a grande maioria destes locais são falsos e oferecem serviços falsos ou com preços absurdos – ou seja: mais um golpe. Talvez você chegue em um destes locais de táxi (como falei acima sobre os táxis que levam ao lugar errado). O melhor a se fazer é nem entrar neste local ou pelo menos não aceitar nenhuma oferta ou “ajuda” que eles ofereçam. Nota: aconteceu comigo e quando saí, vi um policial na rua e fui fazer uma denúncia (já que eles não queriam me deixar sair do local). O policial me olhou e falou: “mas você não sabia que é um golpe e que estes locais enganam os turistas?” 😦

Pedintes de leite e canetas
Mães carregando filhos pequenos no colo implorando por leite ou crianças pequenas implorando por canetas é algo muito comum de se ver na Índia. Apesar de ser algo muito triste, é também um golpe muito comum por lá. Eles são bem insistentes e se você se dispõe a comprar o leite ou a caneta (que são coisas muito baratas) para ajudar, você será levado a uma loja de souvenirs onde o vendedor já terá preparado o leite ou as canetas por um preço bem absurdo e fora do normal até para um país nórdico. Normalmente você pagaria o valor e o pedinte nem pega o produto, apenas pega parte do dinheiro e sai para pedir mais. Se você recusa e oferece para comprar numa outra loja, eles recusam, portanto o melhor é não “ajudar” nestes casos.

Pedágio não oficial
A polícia para alguns carros em estradas para pedir para que paguem um “pedágio”. O problema é que se só o seu carro ou táxi for parado, muito provavelmente é um golpe. Alguns motoristas mais legais recusam e o policial fica sem ter o que fazer (já que não é uma cobrança oficial) e a viagem segue, mas a maioria dos motoristas pede para o passageiro pagar o tal do pedágio e às vezes fica até com uma parte do dinheiro… Não há muito o que se fazer nestes casos, apenas torcer para que isso não aconteça.

Conta errada em restaurantes
Preste atenção na hora que receber a conta do restaurante, pois é bastante comum que vários itens que você não pediu sejam adicionados. Bebidas a mais, serviços extras, pratos com o preço diferente do cardápio… Caso aconteça, reclame e na maioria dos casos eles pedem desculpas e dizem que foi por engano.

Nomes iguais de estabelecimentos
Muitos estabelecimentos tem o nome igual e na maioria dos casos, um deles é o bom e o outro é o “golpe”. Acontece muito com restaurantes, cafeterias e hotéis, por isso é importante ter bastante cuidado pois se for ao lugar errado (apesar do nome certo), você pode ter uma experiência bem desagradável.

Pagamento antecipado
Jamais pague algo antecipado e se isso não for possível, peça sempre uma nota fiscal por escrito. Muitos hotéis exigem o pagamento na hora da chegada e quando você sai do hotel, eles insistem que você não pagou ainda. O mesmo acontece com guias de turismo e táxis pré-pagos. Para evitar, peça sempre a nota fiscal por escrito ou evite locais que pedem pagamento antecipado.

Cartão SIM (chip de celular)
Comprar um chip de celular na Índia é um pouco complicado e exige cópia de documentos e foto. Caso você compre um chip em algum local que não exija estes documentos, cuidado! Há grandes chances do chip já ser usado ou de nem funcionar.

Médicos falsos
Aconteceu a fatalidade de ter que ir ao médico na Índia e minha amiga (que é indiana e mora em Nova Delhi) me avisou que lá, aproximadamente 50% dos médicos não são médicos de verdade, ou seja: há 50% de chance de que você vá a um médico que não tenha nenhuma qualificação para exercer esta atividade. O ideal é pedir ajuda de alguém de confiança e ter bastante cuidado antes de marcar uma consulta. (Aqui tem uma notícia recente em inglês sobre um fato que aconteceu com um dos médicos falsos na Índia: clique aqui).

Hotel fechado
Acredito que a grande maioria dos táxis tenta enganar os turistas dizendo que o hotel que eles querem ir está fechado por algum motivo (o hotel está fechado, foi incendiado, está localizado numa rua fechada por algum motivo…). É mais um golpe e o melhor a se fazer é insistir e ter algum mapa e o contato do hotel para ligar se for preciso.

Apesar de tudo isso, a Índia é um país incrível e cheio de pessoas boas também. É uma viagem inesquecível que exige um pouco mais de cuidado e atenção mas que vale muito a pena.

Números de emergência para pedir ajuda na Índia
Número geral de emergências: 112
Polícia: 100
Bombeiros: 101
Ambulância: 102
Mulheres em situação de risco: 181

 

 

Anúncios

14 comentários sobre “Os golpes mais comuns da Índia e como evitá-los

  1. ufaaaa
    não imaginava taaantos “golpes” assim… Interessante o alerta.
    Mas deixo uma sugestão, Isadora, que teu próximo post seja das coisas boas e belas que com certeza vivenciaste por lá também 🙂
    Super beijo

    Curtir

  2. Adorei as suas dicas! Viajei para a Índia recentemente e acabei caindo no golpe do Tuk-tuk. Ao pagar a corrida o motorista insistiu que eu não havia dado o valor correto e mandava eu olhar a minha carteira. Depois de algum bate boca acabei cedendo e dando uma nota a mais. Tenho certeza de que o valor que eu havia dado já estava correto. Passei a prestar mais atenção depois deste fato!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Essa postagem só mostra que um país é de terceiro mundo por causa das pessoas desonestas que vivem nela e que querem tirar vantagem em tudo. Os brasileiros são assim, mas deu para ver que os indianos são bem piores, dá até medo. É por isso que muitas vezes o país não sai do lugar (porque os políticos também são do povo, então…).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s